segunda-feira, 23 de março de 2009

Estudantes mantêm ocupação em campi da Uneb

20/03/2009 às 13:10
A TARDE On Line

Os estudantes da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), das unidades de Valença, Lapa, Guanambi e Caetité, continuam acampados nos respectivos campi da instituição em protesto contra a falta de professores, deficiências de estrutura e acervo bibliográfico. A manifestação foi iniciada nesta terça-feira, 17. Cerca de dois mil alunos estão sem aulas há três dias.
Na cidade de Valença, atualmente, dois professores - um terceiro está de licença - dão aulas para cerca de 600 alunos dos cursos de direito e pedagogia. Os docentes não estão dando conta do volume de carga horária. Somente no curso de direito são 28 disciplinas e os estudantes se dizem prejudicados. A manifestação tem como objetivo chamar a atenção do governo estadual. A defasagem de funcionários é causada pela falta de concursos públicos e também pela não realização de contratações emergenciais para suprir necessidades urgentes, segundo reclamação dos alunos da unidade. Outra reivindicação dos manifestantes é a construção do prédio da Uneb na cidade. Segundo eles, o novo campus terá 10 salas, quando, na verdade, precisaria de 14 para comportar todas as turmas. Atualmente, a Uneb aluga um imóvel onde funciona o campus 15. O aluguel sai a sete mil reais, de acordo com os estudantes. Apoio - Por meio de sua assessoria de imprensa, os professores da instituição informaram que apoiam a manifestação dos estudantes, por considerá-la justa e entender que não são apenas dos estudantes, mas de todos aqueles que lutam por uma universidade que ofereça melhores condições de ensino.

Um comentário:

ERICK MAIA disse...

Nós de Itabuna Bahia, estudantes da UESC, apoiamos a luta dos nossos colegas da Uneb, acreditamos que somente através de uma reivindicação enérgica e bem articulada é que a gente pode conquistar as melhorias das nossas universidades. E parabéns a APS pelo blog.

Érick Maia Psol-Itabuna
www.erickmaia.blogspot.com