segunda-feira, 9 de junho de 2008

Resoluções PSOL apontam para campanha de luta que articule as questões municipais com as nacionais e estaduais

A tática do PSOL em Salvador é disputar as eleições, apresentando propostas para a cidade, fortalecendo os movimentos sociais, a esquerda e a luta pelo socialismo.

De acordo com as resoluções do encontro, as candidaturas de Hilton Coelho e dos vereadores do PSOL e da Frente de Esquerda Socialista pretende ocupar um espaço à esquerda que ficou aberto com a adesão do PT e seus alados ao projeto neoliberal. O PSOL tem a “autoridade para desenvolver uma crítica global à política dos novos e antigos neoliberais, outrora administradores ou aliados destes na prefeitura de Salvador”.

Assim, “o PSOL deve estabelecer o contraponto com a administração de João Henrique, elaborando um projeto de afirmação de políticas públicas para a cidade, tendo como eixo a inversão de prioridades, a priorização das demandas relacionadas com a melhoria da qualidade de vida, e a necessidade de democratização do poder municipal para viabilizar a participação popular na definição dos destinos da cidade”.

“A tática do partido passa pela reafirmação de Frente de Esquerda Socialista, pela defesa de um programa dentro dos parâmetros aprovados no II Conferência Nacional Eleitoral, mas que coloque na centralidade a personalidade própria de nossa cidade.”

“Tal programa deve ter não apenas um eixo político, mas também elementos que marquem a nossa firme opção pelo socialismo e em especial a relação da construção de tal sociedade como prosseguimento dos “500 Anos de Resistência Indígena, Negra, Feminina e Popular”.

O PSOL considera ainda que “cabe destacar a questão da afro-descendência como inspiradora de posições programáticas, formulações gerais e simbologias que evidenciem a Frente de Esquerda Socialista como expressão dos exemplos de luta, irreverência, criatividade e coragem cotidianas do nosso povo, que representam a versão presente de uma longa trajetória histórica onde tais elementos verdadeiramente se enraízam”.

Nenhum comentário: