quinta-feira, 27 de março de 2008

Pesquisa mostra sucessão de Salvador embolada

24/03/2008 – A Tarde
Samuel Celestino
O DEM encomendou duas pesquisas realizadas (coleta em campo) há dez dias para mensurar a marcha da sucessão municipal de Salvador, tanto de forma qualitativa com quantitativa. Foi contratada a empresa Bataqualy. A qualitativa, naturalmente, abordou em amplo questionamento as carências apontadas pela população e, a quantitativa, a visibilidade que se tem dos pré-candidatos. Nesta, o radialista Raimundo Varela mantêm-se na dianteira, com 21%, seguindo-se de ACM Neto, com 19%; Antônio Imbassahy, 17%; João Henrique, 10%; Lidice da Mata, 8%; Pelegrino, Edvaldo Brito, 2% e Olívia Santana, 1%. João Henrique, segundo a pesquisa, dispara na rejeição, aparecendo com 43%; Lídice da Mata, com 27%; ACM Neto, com 25%; Nelson Pelegrino, 24%; Raimundo Varela, com 21% e Antônio Imbassahy, com 20%. O DEM gastou em torno de R$ 70 mil nas duas pesquisas. O cenário, portanto, está muito embolado.

2 comentários:

guimarães sv disse...

É claro que só poderia estar embolado. Não há nenhum nome "de peso" na disputa. Incrível é constatar que um candidato do tipo Varela possa estar liderando a pesquisa. Pior, que ACM Neto venha em segundo lugar. Quando o povão vai "tomar juizo" e exercer com determinação sua cidadania? O PSOL vai apresentar candidato capaz de "mobilizar", ou pelo menos "siderar", eleitoras e eleitores? Tudo indica que, ao fim e ao cabo, a escolha vá ser pelo "menos pior". Uma pena...

guimarães sv disse...

Para complementar o comentário anterior. A população de Salvador já se esqueceu do radialista Fernando José, aquele que dizia "só sei fazer isso"? Será que não percebe que apostar em Varela é reditar Fernando José, de novo? Haja "saco" e paciência.
guimaraes sv